Análise de Preço

Como funciona a instalação de um chuveiro?

Instalar um chuveiro elétrico pode parecer uma tarefa fácil, mas a realidade exige preparo e muitos cuidados para que a manipulação do item doméstico não cause acidentes ou sofra consequências de uma instalação incorreta. O serviço, em si, não é complicado. Exige, apenas, que alguns passos sejam seguidos para que nenhum processo fique para trás. A primeira coisa a se verificar é a tensão de sua rede: 127v ou 220v. Serão necessários dois cabinhos, sendo um para a fase 1 e outro para neutro. Tenha em mãos um alicate universal, uma chave de fenda ou philips, um estilete, fita veda rosca e conector de porcelana três fios. É importante lembrar que escolher um produto de boa procedência, com selo Inmetro, faz total diferença na qualidade da instalação elétrica. Para evitar sobrecargas e curtos-circuitos dos fios do chuveiro, não faça qualquer manipulação de pés descalços ou molhados. Use sapatos com solas de borracha e certifique-se de que os pés da escada utilizada estejam com proteção. Desligue a chave geral no quadro de energia ou o disjuntor do ambiente de instalação. Feche também o registro geral da água que alimenta o encanamento do chuveiro. O primeiro passo caso você queira fazer uma substituição consiste em desconectar os fios, abrindo a caixinha de energia do produto e desconectando todos os fios da rede, incluindo o fio-terra. Geralmente, o chuveiro está apenas rosqueado, por isso gire-o para retirá-lo. Limpe o ano e remova o excesso de fita veda rosca que possa ter ficado. Analise se o cano é compatível com o diâmetro da rosca do chuveiro. Caso contrário, será necessário obter um adaptador de redução. No sentido horário, aplique a fita veda rosca no cano do chuveiro com, aproximadamente, seis voltas, evitando os vazamentos. Depois disso, rosqueie o chuveiro no cano da parede e o deixe no alinhamento correto. Para conectar os fios, desencape os fios do chuveiro com um estilete e conecte-os com os fios de eletricidade e o conector de porcelana. Ligue o fio-terra no sistema de aterramento, e caso não haja, o profissional especializado deve fazer o serviço. Para finalizar a instalação, abra o registro de água e o registro do chuveiro. Deixe a água correr para retirar o ar da tubulação e evitar que o chuveiro queime. Ligue o disjuntor no quadro de energia e aproveite os banhos quentes.

Quanto custa uma instalação de chuveiro?

A instalação do chuveiro custa, em média, R$ 95,00. Isso vai variar dependendo do modelo e do tipo, como à gás ou natural. Essa também é outra dúvida que surge sempre que um chuveiro precisa ser instalado. Afinal, qual dos dois tipos de chuveiro é mais vantajoso? O chuveiro a gás depende de que sua casa tenha uma rede de abastecimento de gás natural. Caso sim, as vantagens são inúmeras. O primeiro ponto observado é que a água fica mais quente, promovendo banhos mais prazerosos no inverno. Segundo que o preço do gás natural é inferior ao da energia elétrica, diminuindo a conta no final do mês. Para fazer a instalação, certifique-se se a residência têm uma central de aquecimento de água e tubulação apropriada com revestimento térmico. Essa estrutura pode custar entre R$ 1.000 e R$ 1.500, dependendo da capacidade de cada aparelho. A vazão de água de um chuveiro a gás é maior, trazendo mais pressão na água do banho. Lembre-se que apesar de gastar menos do que a energia elétrica, a conta de água pode subir consideravelmente dependendo do fluxo. Outra variação dos tipos de chuveiro é o híbrido, que consiste em uma combinação de energia elétrica com energia solar. Atualmente, esse é o banho ecologicamente mais barato e amigo do meio ambiente. Ele capta a energia nos dias ensolarados e o chuveiro elétrico faz sua parte nos dias de chuva. O chuveiro híbrido funciona da seguinte forma. Ao ser ligado, a água já aquecida pela energia solar passa por uma resistência elétrica, como em um modelo convencional. Quando ela chega a temperatura desejada, a resistência é desligada e o aquecedor solar entra em ação. A economia de energia pode chegar a 40%.

Custos de Serviços