Análise de Preço

Instalação de pisos e revestimentos

A instalação dos pisos é parte importantíssima de qualquer obra. Além de refletir o estilo de vida do proprietário, o tipo de material a ser instalado deverá ser pensado com cuidado, pois sua aplicação consiste em um serviço que demanda bastante investimento de recursos financeiros e também tempo de mão de obra. Portanto, instalar um piso deve ser considerado parte importante de um orçamento e tido como investimento a longo prazo, uma vez que sua durabilidade é boa e não requer trocas frequentes. Além de pensar no tipo de revestimento com cuidado, procure por um bom e experiente profissional na área. Isso garante que você tenha um piso bem colocado e, ainda, que você possa manter contato com o pedreiro contratado para eventuais necessidades de consertos. Lembre-se sempre que por mais alto que pareça o valor do serviço, contratar um bom pedreiro fará toda a diferença na durabilidade do seu piso, do seu investimento.

Tipos de piso

São muitos os tipos de pisos disponíveis no mercado, alguns mais recomendados para ambientes internos, devido à sensação de conforto que proporcionam, e outros mais adequados para as áreas externas, devido à sua alta durabilidade, resistência e até níveis de segurança, como tecnologias antiderrapantes. Na hora de escolher o piso, entretanto, é bom ter em mente muito mais do que o estilo da sua decoração e focar principalmente no tipo de rotina que você leva. Você precisa de algo que seja fácil de limpar? Você ou sua família possuem alergias? Ou você prefere algo versátil, que seja bom para diversas ocasiões? Responder a essas e outras perguntas facilitará muito na escolha do piso mais adequado para o seu projeto e, também, a calcular o valor total do serviço, já que existem muitos modelos de revestimentos e a variação de preço é grande. Confira alguns dos principais: Cimento queimado - o revestimento é um dos queridinhos do momento e fica muito bom quando aplicado em ambientes internos, inclusive na cozinha, conferindo ar rústico ao projeto. Já nos ambientes externos não é muito aconselhável, pois a durabilidade não é tão alta e ele pode rachar com certa facilidade. Porcelanato - muito tradicional, é um dos pisos mais utilizados e por inúmeros fatores, como a alta resistência, durabilidade, grande variedade de tons e texturas, desde referências à pedras até à madeira e couro, e por ser indicado tanto para o interior quanto para o exterior das casas. O porcelanato está disponível no mercado em três tipos: técnico, polido ou natural, que possui brilho e reflexo; acetinado ou mate, que é fosco; e rústico, que possui sistema antiderrapante e é indicado para áreas externas. Porcelanato líquido - na verdade, esse não é bem um porcelanato, mas sim um revestimento líquido. Dispensa rejuntes e dá a sensação de ter sido colocado de uma só vez. Depois de aplicado, assemelha-se muito ao piso de porcelanato, sobretudo por ser extremamente brilhante. Pode ser encontrado com diversos tipos de acabamento, remetendo à texturas como mármore. Madeira - os pisos de madeira maciça estão entre os mais nobres e caros, pois são fabricados de materiais naturais e geram grande conforto. São muito indicados para salas e quartos justamente pelo aconchego que proporcionam. Podem ser encontrados em diferentes tonalidades e tamanhos de placas. Laminado - esse tipo de material é uma réplica do piso de madeira maciça, por isso tem como vantagem o fato de ser muito mais acessível. Por ser fabricado a partir de madeira de reflorestamento, o laminado consegue se aproximar muito dos detalhes da madeira natural, como ranhuras e tons. Além disso, é resistente à riscos. Pisos emborrachados - os pisos que levam borracha em sua composição estão entre os mais seguros. São antiderrapantes, acústicos e absorvem impactos, sendo muito indicados para salas de ginástica, recreação e locais de alto tráfego, como escritórios. A maioria dos modelos, entretanto, é indicada apenas para áreas internas. Piso de vinil - este é um revestimento muito moderno e atual, além de ser ecologicamente correto, pois é fabricado a partir de materiais reciclados. É um piso térmico e macio, proporcionando conforto para áreas internas. Além disso, está disponível em diversos padrões, recortes e texturas, podendo ser aplicado em projetos de estilos variados.

Custos

Como são muitos os tipos de pisos e é grande a diferença entre eles, a variação no preço da mão de obra do pedreiro é grande. O preço médio cobrado por um profissional na aplicação por metro quadrado é de R$ 800,00, variando muito para mais ou menos, dependendo do material a ser aplicado. Na hora de comprar o piso, a variação de preço também é grande. Por isso, vale fazer o orçamento em conjunto: na loja, para saber o valor do material que você deseja, e com o profissional, para entender o custo da aplicação. Só assim você poderá ter uma base correta do valor total do seu projeto. Abaixo, separamos alguns valores médios dos principais pisos: Preço de cada tipo de piso por m² Piso laminado R$ 40,00 Vinílico R$ 42,50 Porcelanato R$ 52,50 Porcelanato líquido R$ 60,00 Piso de madeira R$ 47,50 Piso de borracha R$ 42,50

Custos de Serviços