Saiba quais são as principais tipos de piscinas, suas vantagens e desvantagens Seu poder de escolha é muito importante, veja qual se adequada ao seu perfil

Piscinas de fibra (ou fibra de vidro)

Piscinas de fibra (ou fibra de vidro)

Fibra de vidro ou fiberglass são uma boa opção quando se deseja uma piscina de fácil manutenção e baixo custo. Possuem uma superfície bastante lisa reduz o acúmulo de sujeiras. As desvantagens desse tipo de piscina são a impossibilidade de esvaziamento, sem que se faça um trabalho de escoramento das paredes, e a fragilidade da pintura, que acarreta invariavelmente em desbotamento de sua cor. 

Piscinas de vinil

Piscinas de vinil

Piscinas de vinil são qualquer piscina que possua esse revestimento. O vinil nada mais é que o elemento impermeabilizante da piscina, que nesse caso fica aparente. Seu revestimento de vinil (ou manta vinílica), o que varia são as estruturas utilizadas para construção e sustentação das paredes.As piscinas de vinil tem sua manutenção idêntica às piscinas de fibra de vidro. 

Piscinas concreto (alvenaria) ou de azulejo

Piscinas concreto (alvenaria) ou de azulejo

A infinidade de formas e tamanhos possíveis para sua construção, aliada a sua elevada vida útil, fazem das piscinas de concreto uma ótima opção quando se deseja uma piscina bela e única. Outra vantagem das pastilhas em relação ao uso de azulejo é a menor chance de quebra. Uma desvantagem é maior facilidade com que se soltam quando há descuido no controle da qualidade de água da piscina.

Piscinas acima do solo

Piscinas acima do solo

 As piscinas portáteis ou piscinas acima do solo dispensam qualquer manutenção quando desmontadas e possuem a possibilidade de serem transportadas em mudanças. Feitas de vinil e estruturadas por canos de ferro galvanizados. Porém além de serem pequenas, essas piscinas não possuem a possibilidade de instalação de motor, restando a troca de água periódica como método de manutenção.

Por que construir é a melhor opção? Para quem não tem o privilégio de morar perto das praias, ou até mesmo para aqueles que não gostam de tomar banho de mar, uma ótima opção são as piscinas.

Além de refrescar e divertir toda a família, não somente durante o dia, com bom gosto e um pouco de investimento, a piscina pode ser o destaque na decoração da sua casa.

Uma das vantagens de se construir uma piscina de alvenaria, ao invés de comprá-la pronta em fibra de vidro, é a opção de fazê-la sob medida. Mesmo que o espaço disponível para a construção seja pequeno, uma piscina é sempre bem vinda e agrega lazer e diversão à casa. Mas, quanto maior for a disponibilidade de espaço, melhor seu projeto pode ficar.

Redonda, quadrada, retangular ou com curvas. Além de poder escolher o tamanho, ao construir uma piscina você também personalizar o formato de acordo com o seu gosto ou tamanho do espaço disponível. Mas atenção, para que a piscina fique do seu jeito é muito importante que você invista em profissionais qualificados e que já tenham pelo menos realizado projetos de piscinas personalizadas anteriormente. Desta forma, a chance de ter problemas futuros é bem menor.

Definido o tamanho e o formato, resta apenas escolher o revestimento e esta é outra ótima vantagem de se construir uma piscina. O revestimento mais comum são as pastilhas de vidro ou porcelana. Além de deixar o projeto com o charme que só as pastilhas podem oferecer, com elas é possível criar uma infinidade de desenhos, formas, faixas e alternar cores. Tudo pra deixar a sua piscina do jeito que você sempre quis.

E como funciona uma piscina?

Uma piscina tem seu funcionamento relativamente simples:

A água armazenada no tanque, como o passar do tempo e a ação de ventos e chuva, é contaminada com poeira, folhas e também pela gordura liberada de bronzeadores, filtros solares e pela própria pele e excreção dos banhistas (suor, urina, etc).

Quando a bomba está ligada, a água é forçada a entrar pelas tubulações de saída de água por meio de seus dispositivos (bocal de aspiração, coadeira e ralo de fundo). Após ser conduzida pelas tubulações, a água suja chega a bomba, passando pelo pré-filtro onde as sujidades maiores são retidas, e então é impulsionada para dentro do filtro.

Depois de passar no filtro, a água segue seu caminho de volta à piscina pela tubulação de retorno ou,dependendo da posição em que foi colocada a válvula seletora, é descartada para o dreno seguindo para o esgoto.