Entenda o trabalho das diaristas para limpeza pós obra

Em uma casa ou escritório em obras, o que não falta é bagunça, pó e restos de vários tipos de materiais. É por isso que após qualquer tipo de construção ou reforma, o ideal é contar com um serviço especializado para retirar toda a sujeira do local.

 

Diferente do que muitos podem pensar, a limpeza pós-obra precisa ser bem detalhista, pois resíduos como pó – comum quando usamos lixa, furadeira e serras, por exemplo – costumam ficar impregnados em cantos e quinas, necessitando de um trabalho minucioso para remoção completa.

 

Ou seja, quando for contratar diaristas para limpeza pós-obra, procure por uma profissional que além de disponibilidade para o trabalho pesado tenha capricho e atenção aos detalhes.

 

Outro ponto importante é preparar sua diarista para o tipo de limpeza que ela deverá fazer. Se você tiver pintado a casa, a profissional irá precisar de produtos de limpeza especiais para remover cheiros ou até mesmo tinta respingada. Planejamento, nesse caso, é essencial, pois só com todos os itens de limpeza necessários à mão ela conseguirá deixar a sua casa impecável.

 

O trabalho das diaristas para limpeza pós-obra também pode variar de acordo com a circunstâncias: imóveis mobiliados darão mais trabalho, pois têm mais itens para serem higienizados, enquanto que os espaços vazios tomam menos tempo da profissional contratada.

 

Em ambos os casos, é papel da profissional remover todos os resíduos que sobraram da obra ou reforma, entre eles resíduos de cimento, colas, pedaços de pisos e azulejos descartados, poeira acumulada em pisos e frestas, respingos de tinta ou argamassa, entre outros.

Veja como escolher diaristas para limpeza pós obras

Uma das maiores preocupações de quem termina uma obra é a limpeza que vem depois. A bagunça muitas vezes é tanta que você não sabe nem por onde começar. É por isso que contratar uma pessoa disposta a fazer uma faxina pesada e organizar os vestígios da reforma é tão importante.

Para isso, é preciso, antes de tudo, avaliar o local e o tipo de sujeira que ele contém. Obras que envolvem marcenaria, naturalmente têm mais pó. Já as que envolvem pinturas, têm resíduos mais complexos de serem removidos. Faça uma lista com todos os detalhes da sua obra, isso ajudará você a negociar com a diarista para limpeza pós-obra.

Converse com a profissional que você pretende contratar e apresente a lista com os pontos que vão precisar de atenção. Alerte a diarista sobre a necessidade do serviço pesado, se este for o caso, e sobre a presença ou não de móveis no ambiente.

Combine também com a diarista a melhor data para ela realizar o serviço, lembrando que em alguns casos será necessário mais de um dia para deixar tudo em ordem. A conversa prévia ajuda a diarista a reservar dias consecutivos na agenda e você a poupar, afinal, não precisará correr atrás de nenhum serviço de última hora (os mais caros do mercado).

Feito isso, prepare-se para fazer outra lista: a de produtos de limpeza. Diferente da faxina do dia a dia, em que os utensílios costumam estar todos à mão, na pós-obra muitas vezes são necessários removedores especiais, além de aspiradores especiais para cantos e ceras que garantem um brilho extra e poderoso.

Ao contratar uma diarista para limpeza pesada, não abra mão do planejamento, garantindo assim o melhor resultado final possível!

Quantas diaristas para limpeza pós obras são necessárias? Avalie o ambiente reformado antes de definir as diaristas

A quantidade de diaristas para limpeza pós-obra que você deverá contratar vai depender muito do nível de sujeira do ambiente. Uma casa que recebeu nova pintura, por exemplo, produz mais sujeira do que uma casa que teve aplicação de papéis de parede.

A dificuldade da limpeza aumenta a necessidade de mais diaristas no local. Espaços com vestígios de cimento e tinta em pisos e vidros são os mais complexos, pois precisam de atenção e produtos especiais, o que pode demandar mais tempo – desde a espera pelo efeito do produto até a raspagem de alguns respingos. Fique atento.

Em geral, quando se contrata um serviço de limpeza pós-obra, o cálculo de tempo ou de diaristas necessários para o trabalho é feito por metro quadrado. Nossa dica, entretanto, é que seja feita uma visita técnica ao local para checar os tipos de resíduos e sujeiras a serem removidos.

Em se tratando de um espaço pós-obra, mais importante do que verificar o tamanho do local é averiguar as condições em que ele se encontra. Só assim será possível decidir quantas diaristas são necessárias para realizar a limpeza.