A importância do alinhamento e balanceamento Porquê você deve fazer

Quando passamos por buracos ou o pneu bate contra o meio-fio, as rodas podem ficar desalinhadas em relação ao volante. É fácil de perceber: se o carro está puxando para um lado quando o volante está reto, é porque está desalinhado, quando isso acontece é certo que é necessário fazer o alinhamento para reajustar os ângulos das rodas para que todas fiquem paralelas entre si e no mesmo ângulo que o volante.


Já o balanceamento é feito para corrigir o equilíbrio entre as rodas e os pneus, permitindo que os pneus girem sem causar vibrações. O desbalanceamento é quando uma roda está carregando mais peso do que o lado oposto. Para corrigir essa falha, é colocado um peso de chumbo medido na roda oposta ao que está segurando mais peso, distribuindo o peso total do carro em todas as rodas.
Em ambos os casos, essa falha fará com que um pneu se desgaste mais rapidamente. Uma roda desalinhada vai fazer com que as bordas dos pneus se desgastem mais. No caso de uma roda desbalanceada, ela irá trepidar e, pelo peso, o atrito será maior pelo esforço feito para conseguir girar. Além disso, podem surgir alterações na forma de dirigir, o que pode levar a acidentes.
O ideal é fazer o alinhamento e balanceamento a cada 10 mil quilômetros rodados, quando trocar os pneus, ou caso tenha passado por alguma situação que possa ter modificado a alteração na regulagem da geometria da suspensão. Descer e subir guias das calçadas, passar por buracos e valetas muito profundas ou estradas muito acidentadas, por exemplo. Então, se perceber que o carro está puxando para um lado ou vibrando demais, vá ao mecânico.


Se seu carro está com a manutenção em dia , com a suspensão e os amortecedores em bom estado , só será necessário fazer o alinhamento e balanceamento. Caso a roda tenha sofrido um impacto forte, pode ser necessário fazer a cambagem, ou seja, arrumar a inclinação da roda. No entanto, é um defeito difícil de acontecer.
 

Balanceamento de pneu

Balanceamento de pneu

Serviço é feito em uma oficina mêcanica por profissionais qualificados.
Alinhamento de pneu

Alinhamento de pneu

Profissional realizando o serviço de alinhamento.
Balanceamento de pneu

Balanceamento de pneu

Serviço sendo executado.

Informações importantes referente ao balanceamento e alinhamento Entenda sobre cambagem, a importância dos pneus e como diminuir o desgaste entre eles.

Conforme mencionado anteriormente a falta de alinhamento provocará o desgaste irregular dos pneus. E a falta de balanceamento também contribui para um desgaste prematuro deles. 

Cambagem nem sempre é necessária
Ao contrário do balanceamento, a troca dos pneus não exige sempre a alteração da cambagem, que é a inclinação da roda do veículo em relação ao plano vertical.
É sempre bom verificá-la, mas a mudança só será necessária se você teve um impacto forte na roda – alguma colisão, se passou por buraco expressivo ou pegou uma guia de calçada.
Caso ouça que precisa fazer a correção e não tenha passado por nenhuma das situações citadas acima, consulte uma segunda opinião.
Alguns veículos nem permitem regulagem da cambagem, mas só quem faz o alinhamento sabe isso. Você pode ligar na concessionária e perguntar se o seu carro tem esse recurso. Nesses veículos, quando realmente há necessidade de corrigir a inclinação da roda, o serviço é feito com macacos hidráulicos.

A importancia do Pneu

Fazer pesquisa para encontrar o melhor preço de um produto é muito saudável. Pneu bom custa caro porque envolve tecnologia e matéria-prima de qualidade. Além disso, é um item de segurança. Não se iluda com ofertas desproporcionais. Lembre-se da sua segurança e das demais que você leva ao dirigir.


Como diminuir os desgastes dos pneus?

Realizando o alinhamento e o balanceamento, os desgastes estarão bem equilibrados entre os 4 pneus. Com a calibragem feita semanalmente seguindo os valores da montadora, você também diminuirá tais desgastes e aumentará a vida útil.

Outra forma de manter os quatro pneus em condições de uso é praticando o rodízio de pneus entre os da frente e os de trás para equilibrar as atrições entre eles.

Os três ângulos mais importantes são: Cambagem – Consiste em um ajuste do ângulo de inclinação vertical da roda em relação ao solo. “O principal indício de que é necessário fazer esse ajuste também é o desgaste irregular em um dos ombros dos pneus”, informa Quadrelli. 

Caster - É o ângulo de inclinação do pino-rei ou do eixo de direção (linha imaginária que passa pelos pivôs superiores e inferiores da suspensão) em relação à vertical – fornece estabilidade auto-centrante e direcional; 

Convergência ou Divergência - É a diferença de distâncias entre as partes dianteiras e traseiras dos pneus (vistos de cima). O seu ajuste promove uma melhoria no padrão de desgaste dos pneus, especialmente sob frenagem.